Lisboa |
apagar
A liberdade de educação na defesa da Escola Católica

A Associação Portuguesa de Escolas Católicas (APEC) pediu a D. António Moiteiro, presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé, uma carta pastoral sobre a liberdade de educação na defesa da Escola Católica presente em Portugal.

O apelo surgiu pela voz do presidente da APC, diácono Fernando Magalhães, durante a apresentação do livro ‘Uma escola de todos, com todos, para todos – liberdade de educação’, que decorreu no passado dia 2, no auditório da Renascença. “Pedimos-lhe que faça acompanhar estas nossas palavras das suas, junto dos seus irmãos no episcopado, para que as assinem e as assumam numa carta pastoral sobre a escola católica e aqueles que tanto a amam”, pediu o responsável. Na apresentação da nova publicação, Fernando Magalhães disponibilizou-se para “dialogar com todos os intervenientes presentes no sector”, pois “a tarefa que temos em mãos é por demais importante para que não dialoguemos”, dirigindo-se em particular aos representantes políticos, federativos e associativos presentes no evento.

Na ocasião, D. António Moiteiro afirmou que “nunca como hoje houve necessidade de unir esforços, numa ampla aliança educativa para formar pessoas maduras, capazes de superar fragmentações e contrastes” e “reconstruir o tecido das relações em ordem a uma humanidade mais fraterna”. O prelado denunciou ainda “o aparecimento de uma nova antropologia que não olha o ser humano integral” e que é contrária “à visão que tem norteado a construção civilizacional” nos últimos milénios.

Promovido pela Associação Portuguesa de Escolas Católicas, o livro ‘Escola de todos, com todos, para todos – liberdade de educação’, com prefácio do general Ramalho Eanes, é editado pelo Secretariado Nacional da Educação Cristã e reúne 28 artigos de opinião de 25 autores.

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O Patriarca de Lisboa e o Bispo de Aveiro, Presidente da Comissão para a Educação Cristã e Doutrina...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Começo por lembrar sentidamente a partida de Frei Mateus Cardoso Peres, O.P. (1933-2020), personalidade...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES