Lisboa |
Consagração na Ordem das Virgens
“Virgindade consagrada é um sinal eloquentíssimo das coisas definitivas que acontecem no Ressuscitado”
<<
1/
>>
Imagem

O Cardeal-Patriarca de Lisboa considera que as duas novas consagradas na Ordem das Virgens foram apanhadas por Cristo com “uma luz total e definitiva”. Cláudia Franco e Suzana Gageiro foram consagradas na Ordem das Virgens, numa celebração na Igreja de Nossa Senhora da Graça, em Penafirme, no dia 25 de janeiro.

 

“Nenhum de nós estaria aqui – bispos, padres, diáconos, leigos, consagrados, virgens – se a estrada de Damasco não fosse a nossa estrada agora, e se o Ressuscitado não nos tivesse apanhado com uma luz total e definitiva, que tudo o resto fica relativizado. Tenho a certeza, até pela conversa que tivemos há pouco, que isto aconteceu com a Cláudia e a Suzana. No seu caso, esta luz do Ressuscitado apanhou-as tão totalmente que elas já não querem se não anunciar isso mesmo, naquele estado definitivo a que todos chegaremos quando formos, como diz o Senhor Jesus, como Anjos no Céu”, apontou D. Manuel Clemente, na homilia da celebração. Depois de Ausenda Pires e Fernanda Lopes, que foram as primeiras a ser consagradas na Ordem das Virgens no Patriarcado de Lisboa, em 2016, Cláudia Franco e Suzana Gageiro abraçaram esta vocação feminina de especial consagração que foi restaurada, no Patriarcado de Lisboa, em 2012.

Na capela do Seminário Menor de Penafirme, o Cardeal-Patriarca sublinhou que “consagração quer dizer entrega a Deus, desta e daquela maneira, mas absolutamente”, e falou da virgindade consagrada. “Tudo o que acontece na Igreja na luz do Ressuscitado é sinal das coisas definitivas. E enquanto não for, ainda não é Igreja, nem é o que se alcança na ressurreição do Senhor Jesus. A Igreja serve para assinalar essas coisas últimas. A virgindade consagrada é um sinal eloquentíssimo das coisas definitivas que acontecem no Ressuscitado, e para as quais, afinal, todas as outras se orientam. Demos graças a Deus, porque a luz da estrada de Damasco brilha agora aqui em Penafirme, e brilha na vida e na consagração destas nossas irmãs”, manifestou D. Manuel Clemente.

 

______________


As quatro leigas consagradas da Ordem das Virgens (da esquerda para a direita, Fernanda Lopes, Cláudia Franco, Suzana Gageiro e Ausenda Pires) com o Cardeal-Patriarca, D. Manuel Clemente.

fotos por Afonso Sousa e Mariana Silva
A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
Talvez ainda tenha oportunidade para me perguntar sobre o que andei a fazer durante tanto tempo. Por...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Nestes tempos de pandemia têm surgido orientações e reflexões para a vida cristã em família, em comunidade,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES