Lisboa |
Movimento da Mensagem de Fátima
Centenário da morte de Santa Jacinta assinalado em Lisboa
<<
1/
>>
Imagem

O Secretariado Diocesano de Lisboa do Movimento da Mensagem de Fátima está a organizar um ‘Tríduo de Oração’, entre 20 e 22 de fevereiro, para assinalar o centenário da morte de Santa Jacinta Marto.

O Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, vai receber, no dia 20 de fevereiro – Festa Litúrgica dos Santos Francisco e Jacinta Marto –, o início das celebrações que assinalam o centenário da vidente de Fátima. A partir das 15h00, no hospital onde a pastorinha viria a morrer, em 1920, está prevista uma conferência e, às 16h30, a Missa, que será presidida pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa D. Manuel Clemente. No dia seguinte, sexta-feira, 21 de fevereiro, as celebrações prosseguem na Igreja dos Anjos, às 17h30, com a Oração do Rosário, seguida de Missa. 

No dia 22 de fevereiro, sábado, pelas 14h00, na Estrela, está prevista a visita ao quarto onde esteve Santa Jacinta, no atual Mosteiro das Irmãs Clarissas, e, às 15h30, decorre a oração do Rosário na Capela dos Milagres. Neste último dia do ‘Tríduo de Oração’, o Cardeal-Patriarca de Lisboa vai presidir à Missa, às 16h30, na Basílica da Estrela. 

 

_____________


Santa Jacinta Marto, no centenário da morte

J – JESUS. Jesus começa com a primeira letra de Jacinta. Jesus é o maior amigo da Jacinta. Jacinta quer ser amiga de Jesus até ao fim.

A – ADORAR Deus. O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Que alegria ter Deus à mão, trazer Deus no coração.

C – CÉU para todos. “Vão muitas almas para o inferno, por não haver quem reze e se sacrifique por elas”.

I – IGREJA. Família Feliz em Jesus Cristo. Toda a família humana seja Igreja.

N – NOSSA SENHORA: “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor, que já está muito ofendido”.

T – TERÇO- Nas 6 aparições, Nossa Senhora pediu: “Rezem o TERÇO todos os dias.”

A – AMAR todos. ALIVIAR o Coração de Deus e o Coração de Nossa Senhora pelos pecados de toda a humanidade. DESAGRAVAR Jesus e Maria pelos pecados da humanidade.

A Jacinta não perdia um, nem uma ocasião, de fazer um sacrifício pela conversão, pela salvação, pelo Céu dos pecadores.

Reflexão do Pe. Lereno

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Depois de tudo, ou quase, ter sido dito sobre a eutanásia, é preciso regressar ao essencial: a eutanásia é uma licença para matar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Em 1965, quando a revista Brotéria passou a assumir-se como uma revista de cultura, inspirada na “grande...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES