Lisboa |
Reunião do Conselho Permanente da CEP
Bispos portugueses defendem referendo sobre a eutanásia
<<
1/
>>
Imagem

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) defendeu a realização de um referendo sobre a eutanásia. A decisão saiu da reunião do Conselho Permanente da CEP, realizada dia 11 de fevereiro, em Fátima, com a Igreja portuguesa a garantir que “acompanha e apoia as iniciativas em curso contra a despenalização da eutanásia, nomeadamente a realização de um referendo”. “A opção mais digna contra a eutanásia está nos cuidados paliativos como compromisso de proximidade, respeito e cuidado da vida humana até ao seu fim natural”, salienta um comunicado.

A CEP recorda também as suas anteriores tomadas de posição, “nomeadamente na Nota Pastoral «Eutanásia: o que está em causa? Para um diálogo sereno e humanizador» de 8 de março de 2016”, e a Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Doente, que frisa, em particular, que a ação dos profissionais da saúde tem “em vista constantemente a dignidade e a vida da pessoa, sem qualquer cedência a atos como a eutanásia, o suicídio assistido ou a supressão da vida, mesmo se o estado da doença for irreversível”.

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Depois de tudo, ou quase, ter sido dito sobre a eutanásia, é preciso regressar ao essencial: a eutanásia é uma licença para matar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Em 1965, quando a revista Brotéria passou a assumir-se como uma revista de cultura, inspirada na “grande...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES