Lisboa |
Carta do presidente da Cáritas Diocesana de Lisboa aos párocos da diocese
“CDL continua pronta a reforçar a sua colaboração com as paróquias”
<<
1/
>>
Imagem

A Cáritas Diocesana de Lisboa assegurou aos párocos do Patriarcado a intenção de “reforçar a sua colaboração” com as paróquias. “Nunca é demais o reforço da comunicação, que entende assegurar que a Cáritas Diocesana de Lisboa não está de todo ausente, nesta luta que convoca todos a uma solidariedade ainda maior, mesmo quando, seguindo normas da OMS e DGS, nos vejamos condicionados no agir. Como não seria de esperar outra coisa, a CDL continua não só contactável por telefone, por email, como pronta sobretudo a reforçar a sua colaboração com as paróquias da Diocese, no apoio que prestam a quem vive em situação de carência, hoje também agravada pelo medo e ansiedade”, escreveu o presidente da instituição, Luís Macieira Fragoso, numa mensagem enviada esta quarta-feira, 25 de março, aos párocos da diocese.

Na informação, este responsável lembra que “ninguém se deve sentir só no serviço de proximidade-protegida”, que “é solicitado por quem está sozinho, sobretudo os mais idosos, sem alimentos, medicação, bens de primeira necessidade”. “Por isso, a CDL deseja muito ser essa colaboração facilitadora, para ajudar grupos paroquiais a chegar a quem de outra forma não chegariam”, garante. “Além disso é preciso ter presente todos os que, fruto da atual situação, poderão ver o seu rendimento muito reduzido ou mesmo anulado”, acrescenta.

O presidente da Cáritas Diocesana de Lisboa assegura ainda que a instituição usará “todos os recursos ao nosso alcance, e com eles a Fé, a Eucaristia, a Oração do Encontro, para protegermos o maior número possível de vidas e o seu bem-estar”. “A Caridade tudo vence. Vence sempre! E é com esta certeza, que não dispensa nenhum de nós, que nos auguramos dias de grande alento e de coragem, na defesa da vida e na celebração da morte e ressurreição”, termina a mensagem de Luís Macieira Fragoso, enviada aos párocos do Patriarcado de Lisboa.

texto por Diogo Paiva Brandão; foto por Filipe Teixeira
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Onde está a Igreja nesta guerra mundial, que é a pandemia do coronavírus? Está, como sempre esteve, na...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Na impossibilidade de celebrações eucarísticas presenciais, em boa hora a Conferência Episcopal Portuguesa...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES