Roma |
Missa na Casa Santa Marta
Papa reza para que seja evitada uma “grave calamidade” nas prisões
<<
1/
>>
Imagem

O Papa Francisco pediu orações pelos presos e lembrou os efeitos que a pandemia do novo coronavírus podem ter nas cadeias. “Penso num grave problema em várias partes do mundo. Gostaria que hoje rezássemos pelo problema da superlotação nas prisões. Onde há uma superlotação – muita gente ali – há o perigo, nesta pandemia, de que se acabe numa grave calamidade. Rezemos pelos responsáveis, por aqueles que devem tomar as decisões nisso, a fim de que encontrem um caminho justo e criativo para resolver o problema”, pediu o Santo Padre, no início da Missa desta segunda-feira, 6 de abril.

Na capela da Casa Santa Marta, no Vaticano, Francisco falou, na sua homilia, dos pobres, vítimas da indiferença e da injustiça das políticas económicas mundiais. “Há muitos [pobres], em grande parte estão escondidos e não os vemos porque somos indiferentes. Muitos pobres são vítimas das políticas financeiras e da injustiça estrutural da economia mundial. Muitos pobres envergonham-se por não ter meios e vão às escondidas à Caritas. Encontraremos os pobres no juízo final: Jesus identifica-se com eles. Seremos julgados sobre a nossa relação com os pobres”, garantiu o Papa.

texto por Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
Aquilo que somos depende do que fazemos com o que recebemos. A nossa primeira responsabilidade será...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Dialogar, escutar, discernir: três atitudes a marcar o processo sinodal iniciado em outubro de 2021 com as fases diocesana e nacional.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES