Lisboa |
Concurso e exposição digital
Tronos de Santo António mantêm tradição, com duas novidades
<<
1/
>>
Imagem

Apesar do confinamento, a tradição dos Tronos de Santo António vai ser mantida, mas adaptada às restrições. “Este ano o desafio é diferente: o convite estende-se a Portugal inteiro e não só aos lisboetas como tem sido habitual, e assume forma de concurso e exposição digital, em vez da tradicional exposição de rua”, refere um comunicado.

Esta iniciativa da EGEAC, através do Museu de Lisboa - Santo António e da Programação em Espaço Público, desafia a “usar materiais reciclados e muita imaginação”. “A originalidade e a criatividade na utilização dos diferentes materiais são os dois aspetos mais valorizados pelo júri”, salienta a nota, sublinhando um aspeto que “mantém-se igual: a imagem de Santo António tem obrigatoriamente de ser colocada no topo de cada trono”.

A participação é aberta a todos – “crianças e adultos, indivíduos e coletividades, alfacinhas de gema ou adotados, religiosos devotos ou fervorosos descrentes” – e está aberta até dia 2 de junho, às 18h00. “Para participar, só tem de preencher a ficha de inscrição (disponível no site do Museu de Lisboa), e enviar fotografia do seu trono (com ou sem o respetivo(s) autor(es) junto do Trono) e declaração de autorização de uso da imagem neste âmbito”, frisa o comunicado.

Outra novidade desta sexta edição dos Tronos de Santo António é a atribuição de um prémio monetário, “sendo que os três tronos vencedores do concurso ganham 500 euros cada”.

A 13 de junho, dia de Santo António, vão ser revelados “todos os tronos e os vencedores”, na exposição online que vai ser inaugurada nas plataformas digitais do Museu de Lisboa, Cultura na Rua e EGEAC. “Mãos à obra e que o Santo vos inspire!”, desafia a organização.

Saiba mais em http://culturanarua.pt e http://www.museudelisboa.pt.

 

Legenda da foto: Concurso Tronos de Santo António, 1º prémio, Armando Serôdio, 1953, Arquivo Municipal de Lisboa / Arquivo Fotográfico

texto por Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O Patriarca de Lisboa e o Bispo de Aveiro, Presidente da Comissão para a Educação Cristã e Doutrina...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Começo por lembrar sentidamente a partida de Frei Mateus Cardoso Peres, O.P. (1933-2020), personalidade...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES