Roma |
Dia Mundial Contra o Tráfico Humano
Papa defende uma “economia sem tráfico de pessoas”
<<
1/
>>
Imagem

No Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas, o Papa Francisco participou na maratona online de oração que reuniu, durante sete horas, pessoas dos cinco continentes, e apontou, numa mensagem vídeo, três ações concretas para combater o fenómeno: promover uma economia que cuide das pessoas, com regras de mercado que promovam a justiça e que saiba conjugar corajosamente “o lucro legítimo com a promoção do emprego e de condições dignas de trabalho”.

O Papa defendeu uma “economia sem tráfico de pessoas” que ofereça emprego para uma construção social segura. A proposta passa por consolidar “gestos concretos, que abram caminhos para a emancipação social de toda pessoa escravizada para voltar a ser protagonista livre da própria vida”. Francisco pediu também “audácia para uma construção paciente que não vise única e exclusivamente a vantagem a curtíssimo prazo, mas considere os frutos a médio e longo prazo e, sobretudo, as pessoas”.

O Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas coincide com a memória litúrgica de Santa Josefina Bakhita (1869-1947) – escrava sudanesa que, depois de convertida seguiu a vida religiosa –, símbolo do compromisso da Igreja contra a escravatura.

A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
Aquilo que somos depende do que fazemos com o que recebemos. A nossa primeira responsabilidade será...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Dialogar, escutar, discernir: três atitudes a marcar o processo sinodal iniciado em outubro de 2021 com as fases diocesana e nacional.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES