Juventude |
Semana de Oração pelas Vocações: jovem pré-seminarista deixa o seu testemunho
“Procuramos a vontade de Deus e da Igreja nas coisas mais diversas do nosso quotidiano”
<<
1/
>>
Imagem

Sou o Rodrigo Canhoto, tenho 17 anos e sou da paróquia da Bobadela, na qual sou acólito e catequista. Este é o meu 6.º ano como pré-seminarista.

Mas o que é o pré-seminário? O pré-seminário, mais do que um espaço, é um tempo no qual rapazes dos 12 anos em diante se reúnem em busca da sua vocação, ou seja, da vontade de Deus para as suas vidas. Durante este tempo procuramos a vontade de Deus e da Igreja nas coisas mais diversas do nosso quotidiano.

Tudo começou no ano de 2015, no qual o meu prior, padre Marcos Castro, me convidou a ir a um encontro do pré-seminário, algo que nunca tinha ouvido falar. O encontro teve a duração de 5 dias e posso dizer que saí de lá encantado. Jogámos à bola, tivemos jogos noturnos, momentos de oração, Missa diária, entre outras coisas. Fui convidado a entrar no Pré-Seminário de Lisboa, ao qual respondi prontamente que ‘Sim’ e, por isso, passei a ir aos encontros que, na altura, eram durante as férias da escola.

No meu 9.º ano passei para os companheiros de São Tiago, onde os jogos já não são tão frequentes, mas onde é possível aumentarmos a nossa relação com Nosso Senhor. Esse foi um ano muito importante, pois foi-me feito o convite para entrar para o seminário menor.

Por diversos motivos, acabei por não entrar no seminário menor e esses anos (9.º ao 11.º) foram muito complicados na minha relação com Nosso Senhor e no caminho que ia fazendo.

Nesta etapa, do 9.º ao 11.º, fui acompanhado pelo padre Rodrigo Alves e, claro, sempre pelo padre Marcos Castro, que me ajudaram a manter-me fiel a Jesus, à Sua vontade para a minha vida e até a criar um ‘seminário’ caseiro.

Neste ano letivo, frequento o 12.º ano do curso de música na Academia de Música de Santa Cecília. Passei para os companheiros de São Paulo, onde rapazes do 12.º ano em diante se reúnem sobretudo à volta da pessoa de São Paulo, a fim de perceberem aquilo que Deus quer para as suas vidas.

Este ano, tenho de agradecer muito à Igreja, sobretudo nas pessoas dos padres Rui de Jesus, Filipe Santos e Marcos Castro, que me têm apontado sempre para os caminhos do Senhor.

Está a ser um ano incrível, não só de grande crescimento na fé, mas também no conhecimento de mim próprio e de perceber que sou apenas um grãozinho de areia nesta Igreja e que, mesmo assim, Deus me ama, como se fosse o único. Apesar de todas as minhas debilidades, Deus continua a chamar-me sempre; independentemente do que eu faça, Ele ajuda-me a caminhar, pois sabe que sou fraco e isso é algo que me dá uma grande tranquilidade.

Todos nos lembramos de São Pedro, que na noite da prisão de Jesus O nega 3 vezes e viria a ser o primeiro Papa da Igreja! Por isso, apesar dos meus erros e negações, o Senhor continua a chamar-me, visto que o Seu chamamento é irrevogável.

Partilho uma frase que me tem conduzido no decorrer deste ano: “Mas corro para ver se O alcanço, já que fui alcançado por Cristo Jesus”. Esta passagem encontra-se no terceiro capítulo da Carta de São Paulo aos Filipenses e é para mim um forte incentivo para continuar a dizer ‘Sim’ ao Senhor, pois Ele quer fazer caminho comigo! Ter esta certeza de que Ele já me alcançou é extremamente reconfortante.

Toda esta caminhada irá culminar, se Deus quiser, na minha entrada no tempo Propedêutico, em setembro deste mesmo ano.

Não sei se um dia vou ser padre, mas sei que tenho de responder diariamente à pergunta: “Rodrigo, tu amas-Me?”.

Peço que, sobretudo ao longo desta Semana de Oração pelas Vocações, possam não só rezar por mim, mas por todos os pré-seminaristas, seminaristas e padres que nos acompanham. Deem a conhecer aos jovens das vossas paróquias os encontros do pré-seminário e dos Luzeiros (para raparigas) e incentivem-nos a neles participarem.

 

Rodrigo Canhoto (em cima, à direita), de 17 anos, é da paróquia da Bobadela e está no Pré-Seminário de Lisboa


_______________


DIA 23… em Abril

Continuamos a caminhar até à JMJ Lisboa 2023, e o DIA 23 já é uma pausa obrigatória neste caminho.

No próximo dia 23 de Abril, juntamo-nos ao Sector de Animação Vocacional de Lisboa para rezar pelas Vocações, na 58.ª Semana de Oração pelas Vocações! Junta-te a nós através da transmissão online no Facebook do Serviço da Juventude, do Patriarcado e das Vocações de Lisboa, assim como no YouTube do Patriarcado, às 21h15.

texto por Rodrigo Canhoto, paróquia da Bobadela
A OPINIÃO DE
P. Duarte da Cunha
Talvez não sejam os temas mais urgentes, mas são, certamente, emblemáticos, para explicar a necessidade...
ver [+]

Isilda Pegado
1. Está já anunciado na Comunicação Social que deram entrada no Parlamento dois projectos de Lei para ampliar os prazos para a prática do Aborto.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES