JMJ Lisboa 2023 |
Símbolos da JMJ peregrinam por Angola, Polónia e Espanha, antes de Portugal
“Vemo-nos em Lisboa, na JMJ 2023”
<<
1/
>>
Imagem

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude terminaram esta semana a peregrinação pela Polónia. Antes, tinham estado em Angola e neste Domingo, 5 de setembro, chegam a Espanha. A alegria e o desejo de reencontro em Lisboa marcaram a presença da Cruz peregrina e do Ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’ por estes países. A partir de novembro, e até julho de 2023, os símbolos da JMJ vão percorrer, mensalmente, as 21 dioceses de Portugal.

 

Responsável pela Pastoral Juvenil na Conferência Episcopal Polaca, D. Marek Solarczyk acompanhou a peregrinação dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude por terras polacas como “uma grande festa” e com o “grande desejo” e a “grande expectativa” de participar na JMJ Lisboa 2023. “Quero agradecer por esta oportunidade de viver esta grande festa da peregrinação dos símbolos! Esta ocasião simboliza, para nós, o grande desejo de nos vermos em Lisboa, na JMJ 2023”, afirmou o prelado à delegação de Portugal que levou até à Polónia, de 21 de agosto a 1 de setembro, a Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora: o padre Filipe Diniz, diretor do Departamento Nacional de Pastoral Juvenil, e Rui Pedro Gonçalves, que integra a equipa que coordena a peregrinação dos símbolos. “A peregrinação dos símbolos da JMJ na Polónia é um grande momento para todos nós. Os símbolos estão na Polónia num tempo muito forte, o tempo de férias, de exercícios espirituais, de peregrinação a pé a Czestochowa. É um momento muito forte, muito importante”, acrescentou D. Solarczyk, que é Bispo de Radom.

A Cruz peregrina e o Ícone mariano regressaram a Czestochowa 30 anos após a realização da JMJ no santuário da padroeira da Polónia. Foi no passado dia 26 de agosto, solenidade da padroeira polaca. Ao início da manhã, o padre Mariusz Wilk, diretor do departamento nacional para a preparação da JMJ Lisboa 2023, presidiu à Missa pela boa preparação da jornada e pela juventude polaca. Depois, na Capela da Nossa Senhora de Czestochowa, o Arcebispo de Gniezno e Primaz da Polónia, D. Wojciech Polak, presidiu à Eucaristia, na Solenidade de Nossa Senhora de Czestochowa e evocou a consagração da Polónia a Nossa Senhora, em 1956. Sempre na presença dos símbolos da JMJ.

 

Povo angolano em festa

Antes da peregrinação por terras polacas, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude estiveram em Angola, de 8 de julho a 17 de agosto, naquele que foi um “acontecimento inédito”, segundo o diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil, padre Filipe Diniz, que esteve em Luanda com a Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora. “O jovem angolano vibra e senti isso na forma e no modo como estavam juntos dos símbolos. Tive oportunidade de ouvir muitos dizer ‘nunca estive tão próximo dos símbolos’ e isso tem-se mostrado muito na manifestação das pessoas. Não é só no tirar a fotografia, é mais do que isso, momentos que vi mais velhos e jovens a rezar diante dos símbolos da jornada”, afirmou o sacerdote, à Agência Ecclesia. Este responsável referiu que “foi bom sentir este pulsar, esta vontade” dos jovens angolanos de quererem ir à JMJ Lisboa 2023. Neste sentido, o padre Filipe Diniz espera “uma boa multidão” de Angola, que tem história de presença nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Durante 40 dias, os símbolos da JMJ percorreram as dioceses angolanas. A peregrinação terminou com a Missa de envio, na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Luanda, presidida por D. Belmiro Chissengueti, Bispo de Cabinda e presidente da Comissão Episcopal para a Juventude, Vocações, Pastoral Universitária e Escutismo da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé. Na celebração, o prelado angolano salientou que os símbolos trouxeram intensos momentos de alegria e revelou que, até dia 31 de julho, mais de 600 jovens angolanos já se tinham candidatado a participar na jornada que vai decorrer em Portugal.

 

Por terras de nuestros hermanos

Neste Domingo, 5 de setembro, tem início a peregrinação dos símbolos da JMJ por Espanha. Ao longo de praticamente dois meses, a Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’ vão percorrer lugares e cidades de Espanha como León, Santander, Zaragoza, Maiorca, Ibiza, Menorca, Madrid, Pamplona, Barcelona, Toledo, Cáceres, Ávila, Tenerife, Canárias, Sevilha e Córdoba. Segundo a Conferência Episcopal Espanhola (CEE), que divulgou recentemente o itinerário, os símbolos vão chegar à fronteira espanhola por volta das 12h15 locais (11h15 em Lisboa), para uma cerimónia de boas-vindas na Paróquia de Maria Auxiliadora, em Fuentes de Oñoro, Diocese de Ciudad Rodrigo. “Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 decidiram de uma forma muito especial que a Cruz, símbolo que acompanha os jovens na preparação destes dias, pode passar pelas dioceses espanholas em setembro e outubro de 2021. O objetivo é encorajar os jovens a participar nos eventos de preparação para a JMJ Lisboa 2023”, sublinha a CEE.

O regresso da Cruz e do Ícone a Portugal acontece no dia 29 de outubro. Em Ayamonte, na Diocese de Huelva, vai ser celebrada a Eucaristia às 18h30 locais (17h30 de Lisboa), após a qual tem lugar a cerimónia de despedida. Os símbolos vão depois atravessar a fronteira do rio Guadiana para Portugal, assinalando assim o regresso dos símbolos da JMJ ao nosso país.

 

______________


Símbolos da JMJ peregrinam pelas dioceses de Portugal

Entre novembro de 2021 e julho de 2023, os símbolos da JMJ (a Cruz peregrina e o ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’) vão peregrinar, ao longo de um mês, pelas 21 dioceses de Portugal. O itinerário previsto é o seguinte: novembro de 2021 - Algarve; dezembro de 2021 - Beja; janeiro de 2022 - Évora; fevereiro de 2022 - Portalegre-Castelo Branco; março de 2022 - Guarda; abril de 2022 - Viseu; maio de 2022 - Funchal; junho de 2022 - Angra; julho de 2022 - Lamego; agosto de 2022 - Bragança-Miranda; setembro de 2022 - Vila Real; outubro de 2022 - Porto; novembro de 2022 - Setúbal; dezembro de 2022 - Diocese das Forças Armadas e das Forças de Segurança; janeiro de 2023 - Viana do Castelo; fevereiro de 2023 - Braga; março de 2023 - Aveiro; abril de 2023 - Coimbra; maio de 2023 - Leiria-Fátima; junho de 2023 - Santarém; julho de 2023 - Patriarcado de Lisboa.

 

______________


Artigos oficiais chegam a 27 países europeus

Dezenas, fios-cruz, cruzes com base, pins, ímanes, fitas e novas versões das sweats, t-shirts e bonés são alguns dos artigos disponíveis no novo site https://store-eu.lisboa2023.org, acessível em português, inglês, francês, italiano e espanhol, e de onde é possível fazer encomendas a partir de 27 países da Europa. Jorge Almeida, que coordena a área de Marca e Merchandising da JMJ Lisboa 2023, sublinha que os produtos oficiais são uma forma de “estabelecer vínculos com os jovens e criar proximidade ao evento-celebração”.

 

______________


Peregrinação Europeia de Jovens no caminho para Lisboa

Entre 4 e 7 de agosto de 2022, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude vão estar presentes na Peregrinação Europeia de Jovens (PEJ), em Santiago de Compostela. A iniciativa foi apresentada a 7 de agosto, na Praça do Obradoiro, com representantes das Conferências Episcopais de Espanha, Portugal e Itália, assim como do presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, D. Américo Aguiar. “Até ao próximo verão, vamos caminhar até Compostela. Depois, de 2022 a 2023, vamos todos fazer caminho desde Compostela e da terra de cada um até Lisboa, para acolhermos o querido Papa Francisco e termos a experiência viva da Jornada Mundial da Juventude, um encontro especial com Cristo vivo, com Deus que é Amor e Jesus que salva”, destacou o prelado.

 

______________


Música marcou ‘DIA 23’ de agosto

No ‘DIA 23’ do passado mês de agosto, o Coro da Academia da Força Aérea Portuguesa cantou o hino da JMJ Lisboa 2023. Esta iniciativa “foi expressão do envolvimento dos jovens da Diocese das Forças Armadas e Forças de Segurança na preparação” da jornada e um sinal de que estão “unidos a todos os jovens das Dioceses de Portugal rumo às JMJ 23”, segundo o site oficial www.lisboa2023.org/pt.

 

______________


Governo cria Grupo de Projeto e nomeia coordenador

Assegurar o acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023. Foi com este objetivo que o Governo criou o Grupo de Projeto, tendo o Primeiro-Ministro, António Costa, procedido à nomeação de José Sá Fernandes como coordenador. Para o presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, esta nomeação confirma a necessidade de trabalhar “em conjunto”. “Reafirmamos a cada passo que a JMJ Lisboa 2023 é de todos e para todos. Estamos certos que tem de ser preparada e organizada por todos, a partir das indicações que nos são dadas pelo Santo Padre. E temos trabalhado, desde a primeira hora, em estreita ligação com o Senhor Presidente da República, o Governo de Portugal, a Câmara Municipal de Lisboa e a Câmara Municipal de Loures, estando certos de que a nomeação do Dr. José Sá Fernandes para coordenar o Grupo de Projeto é um importante passo nesse sentido”, afirmou D. Américo Aguiar.

Vereador da Câmara Municipal de Lisboa, com o pelouro do ambiente, clima e energia, José Sá Fernandes inicia funções a 11 de outubro.

texto por Diogo Paiva Brandão, com agências; fotos por JMJ Lisboa 2023
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Não é certamente por acaso que a única Rainha de Portugal que foi canonizada era de ascendência húngara.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acácio Catarino era um homem de ação e reflexão – segundo o método de Ver, Julgar e Agir. Recordo-o sempre com grande coerência e serenidade.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES