Vocações |
Sector de Animação Vocacional de Lisboa
“Cuidar com muita atenção, carinho e dedicação das vocações”
<<
1/
>>
Imagem

É com todo o gosto e carinho que a equipa SAV, Sector de Animação Vocacional do Patriarcado de Lisboa, prepara regularmente, para este jornal, artigos que levem os nossos leitores a despertar a atenção para a importância que têm as vocações nas nossas vidas. Não só a nossa, como a ajuda que podemos dar na vocação dos nossos próximos.

 

Desta vez, tínhamos um testemunho muito bonito que, por razões muito válidas, entre elas a humildade, ficou sem poder ser publicado. Na ausência de tão bonito testemunho, recorri à partilha do meu próprio plano. Não pela importância da minha pessoa, pois sou das últimas na cadeia de importância desta estrutura, mas pela importância do assunto que, sem dúvida, deveria ser dos primeiros da nossa lista de importância.

 

As férias ficaram para trás e é tempo de preparar o recomeço deste novo tempo.

Planear é sempre bom, pois podemos ordenar as nossas ideias e tentar corrigir o que, no ano passado, não foi feito. É exatamente parte do meu plano que quero hoje partilhar com os leitores da ‘Voz da Verdade’, começando por lançar duas perguntas:

- E se ninguém tivesse falado de Jesus ao Padre que celebrou a missa, ou ao Padre que me confessou?

- Será natural que surjam Padres todos os Domingos em várias igrejas, sempre que quero me confessar, que quero batizar um familiar?

 

Eu sou quem sou pois conheço a Deus. Preciso e quero crescer na minha fé, mas isso só é possível pelos Sacramentos que só são possíveis caso pessoas como nós respondam que ‘sim’ ao chamamento de Deus e entreguem as suas vidas para serem Padres. As vocações são para a igreja e para todos nós o motor da nossa fé.

 

Ponho-me a pensar: e se não houvesse vocações? Se ninguém se importasse com esse assunto? Se todos os pais, tios, avôs, só se preocupassem com a alimentação, e as escolas, e as atividades extra, e o problema dos telemóveis e o vício dos videojogos e ninguém falasse de Jesus? Se a prioridade fosse só preparar para a universidade e os amigos e nem falassem no plano que Deus tem para cada um de nós, que é o melhor para a nossa vida. E sim, pode passar por entregar a vida a Deus e ser Padre e isso é muito bom.

 

Todos temos que cuidar com muita atenção, carinho e dedicação das vocações das nossas famílias, das nossas paróquias, das nossas comunidades.

Deus chama. Mas para que a quem Deus chama esteja pronto a responder ‘sim’, todos somos responsáveis por criar condições para que esse sim seja verdadeiro e fiel.

 

Aqui vai então o meu plano para este ano colaborar com as vocações e que quero partilhar com todos, pois penso ser possível e fácil, mas principalmente muito importante:

1 – Todos os dias rezar pelas vocações, acrescentando uma oração só pelas vocações;

2 – Falar de Jesus, confirmando todos os dias que falei a alguém de Jesus, com alegria e verdade;

3 – Cuidar da minha vocação, ouvindo e dizendo ‘sim’ ao que Deus quer de mim este ano.

 

texto por Miana Morais Leitão

 

______________


Sector de Animação Vocacional de Lisboa

O Sector da Animação Vocacional tem como missão principal ajudar os cristãos e as comunidades a viver a vida em dinâmica vocacional, isto é, em resposta à iniciativa de Deus que chama, na consciência de que ser filho de Deus é não ser dono da própria vida, mas antes recebê-la das mãos de Deus como dom e projeto e a construí-la segundo os planos do Autor divino.

Assim, a pastoral vocacional procura estender uma rede vocacional, por meio da oração, da promoção e do acompanhamento, de modo que em cada comunidade e nas famílias se respire um ambiente de escuta e leitura crente da vida capaz de suscitar e favorecer a resposta vocacional.

Procura, do mesmo modo, promover o amor às vocações sacerdotais e à vida consagrada na Igreja e, em articulação com outros Serviços Diocesanos, o amadurecimento cristão quanto à vocação ao laicado e à família.

O Mosteiro Invisível Vocacional, os retiros de silêncio “Pit Stop” os grupos vocacionais e os grupos de namorados (Terça.com), os Campos Vocacionais nas férias (para rapazes e raparigas), as Semanas Vocacionais nas Comunidades Religiosas, o lançamento dos Animadores Paroquiais das Vocações, as visitas de formação às paróquias são algumas das iniciativas regulares que este Sector Diocesano oferece.

 

Informações: http://vocacoes.patriarcado-lisboa.pt

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Não é certamente por acaso que a única Rainha de Portugal que foi canonizada era de ascendência húngara.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Acácio Catarino era um homem de ação e reflexão – segundo o método de Ver, Julgar e Agir. Recordo-o sempre com grande coerência e serenidade.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES