Lisboa |
Inauguração da Faculdade de Medicina da Universidade Católica Portuguesa
“Para que seja ainda mais universal”
<<
1/
>>
Imagem

Foi inaugurada a Faculdade de Medicina da Universidade Católica Portuguesa (UCP), numa sessão, a 14 de setembro, que contou com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, e em que o Magno Chanceler da instituição destacou a ação conjugada entre Estado e Igreja pela universidade.

D. Manuel Clemente considerou que esta nova Faculdade de Medicina representa “um regresso” para a Universidade Católica Portuguesa. “Regressa aonde deve estar, para que seja ainda mais ‘universal’ e conjugado o âmbito das matérias contempladas. E não deixa de ser significativo que a existência desta Faculdade tenha novamente reunido a iniciativa da Igreja e o reconhecimento do Estado, como felizmente se conseguiu. Assim justamente acontece, quer pela persistência multissecular do ideal universitário, quer pelas vontades que se juntam ao serviço do bem comum. Bem comum que comprovadamente se enriquece com o exemplo de Jesus Cristo, correspondendo à globalidade psicofísica e espiritual de cada pessoa”, salientou o Magno Chanceler da UCP, no breve discurso que abriu a cerimónia.

A Faculdade de Medicina da Universidade Católica Portuguesa fica situada no Campus de Sintra, em Rio de Mouro, com o Primeiro-Ministro a saudar a sua criação. “Esta faculdade abre num ano particularmente importante, onde nunca se pensou que as Ciências da Saúde e o ensino da Medicina fossem tão bem compreendidas como necessidade de todos os portugueses”, observou António Costa, considerando que tem existido um “progresso no Ensino Superior” na formação de médicos: em 1995, existiam 409 diplomados em Medicina, número que subiu para 1700, em 2020. “Um esforço que não pode parar e deve impor maior exigência. Este esforço não tem de ser exclusivo do Estado, devendo ser partilhado por instituições de outra natureza e não me surpreende que tenha sido da Universidade Católica Portuguesa a primeira universidade não-pública a criar um curso de Medicina, e quero dar-lhe os meus parabéns pelo sucesso”, acrescentou.

Nesta sessão, que teve na assistência o ex-Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, e o ministro da Ciência e do Ensino Superior, Manuel Heitor, a reitora da UCP, Isabel Capeloa Gil, garantiu ainda que a nova faculdade quer promover “uma mudança de paradigma” com a criação do primeiro projeto integralmente privado de Medicina em Portugal.

fotos por Agência Ecclesia
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
A primeira palavra que desejo exprimir hoje é de homenagem à memória do Padre Vítor Feytor Pinto, exemplo...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Fátima é o nome da filha de Maomé, mas é sobretudo o local em que Nossa Senhora apareceu seis vezes,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES