Lisboa |
Solenidade de São Vicente
“Peçamos a São Vicente Mártir que nos dê coragem de testemunhar a nossa fé em todas as circunstâncias”
<<
1/
>>
Imagem

O Cardeal-Patriarca quer que os cristãos deem testemunho público da fé. Na Solenidade de São Vicente, D. José Policarpo convidou ainda a servir os irmãos.

 

“Peçamos, hoje, a São Vicente Mártir, que nos dê coragem de testemunhar a nossa fé em todas as circunstâncias, de vencer todos os medos. (…) São Vicente foi, durante séculos, protetor de comunidades cristãs perseguidas. Hoje são outras as dificuldades que encontramos para o testemunho coerente da nossa fé. Que ele nos dê força, nos ajude a vencer os medos e nos dê a simplicidade de manifestarmos em público a nossa fidelidade a Jesus Cristo”, desejou o Cardeal-Patriarca, na homilia na Solenidade de São Vicente.

Nesta celebração, D. José Policarpo pediu ao Padroeiro da Diocese e Cidade de Lisboa que ajude os cristãos “a acreditar em Deus e no Seu Filho Jesus Cristo”. “Temos assistido a uma sinfonia de vozes que apontam soluções para o sofrimento coletivo. Não tenho a certeza que ela nos leve a identificar os que são, pessoalmente, atingidos pelo sofrimento. A confiança no auxílio divino, que se situa sobretudo no plano pessoal, não exclui a busca das soluções humanas, políticas, económicas, culturais, para vencermos o sofrimento. Desta confiança no auxílio divino deve ser, sobretudo a Igreja, a sua testemunha. Essa é uma expressão primeira da nossa fé”, garantiu.

Na Sé Patriarcal de Lisboa, no passado dia 22 de janeiro, o Cardeal-Patriarca lembrou ainda o papel do diácono. “Creio que hoje devemos pedir a São Vicente que nos ensine e nos dê forças para servirmos os nossos irmãos. Ele foi diácono, e a diaconia sempre foi, na Igreja, um ministério de serviço dos irmãos, de modo particular dos doentes e dos mais pobres. O diácono encarna e concretiza a missão da Igreja de servir, de ser serva, como Jesus Cristo foi Servo. Sempre a Igreja viveu desta convicção: servir os irmãos é servir o próprio Cristo”.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Foi há alguns dias que, na espaçosa capela de um colégio, presenciei uma cena que me deu que pensar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Celebram-se este ano cem anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner, um sinal muito português e universal de talento, sensibilidade e sabedoria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES